Indicadores apontam continuidade da recuperação da atividade econômica no país

A arrecadação federal de janeiro indica continuidade da recuperação do nível de atividade econômica e da geração de emprego no país, aponta a análise “Conjuntura Macroeconômica e Arrecadação Bruta de Tributos Federais”, divulgada pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia esta semana em coletiva virtual.

Segundo dados do Prisma Fiscal – sistema de coleta de expectativas de mercado elaborado pela SPE para acompanhar a evolução das principais variáveis fiscais brasileiras –, pelo 18º mês consecutivo a arrecadação total ficou acima do esperado pelo mercado. “A arrecadação de janeiro foi 16,3% superior ao projetado pelo mercado, com a diferença absoluta média nos últimos 18 meses ficando em 11%”, explicou o coordenador-geral de Modelos e Projeções Econômico-Fiscais da SPE, Sérgio Gadelha.

Panorama macroeconômico
O estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) registra que o Índice de Atividade Econômica do Banco Central de Atividade (IBC-Br) – indicador prévio do Produto Interno Bruto (PIB) – encerrou 2021 com alta de 4,5%. Segundo Sérgio Gadelha, o indicador veio em linha com outros dados de atividade que registraram avanço em dezembro, “Como produção industrial, serviços e vendas no varejo ampliado”, destacou. Na passagem de novembro para dezembro, o setor de serviços cresceu 1,4% e os índices de varejo ficaram mais próximos da estabilidade, ao passo que a produção industrial cresceu 2,9%.

Mercado de trabalho
Em relação ao mercado de trabalho, a taxa de desemprego continuou em queda e alcançou 11,6% em novembro de 2021. “Esse comportamento tem refletido o avanço da ocupação em meio à recuperação gradual da taxa de participação. O avanço da ocupação é explicado pelo aumento das contratações formais e informais” explicou Sérgio Gadelha.

A análise da SPE reforça, ainda, que a vacinação em massa, a consolidação fiscal e as reformas pró-mercado – todas em curso – pavimentarão o caminho para um crescimento sustentável que dê suporte a emprego, renda e maior nível de bem-estar da população brasileira.

Com informações do Ministério da Economia.

Fonte: CNDL/Varejo SA