FCDL-RJ apóia derrubada do Veto 71/2021

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Rio de Janeiro (FCDL-RJ, aponta  o seu presidente Marcelo Mérida, está alertando para a necessidade de durrabada do Veto 71/2021 ao Projeto de Lei que assegura a anistia de multas e infrações por atraso na obrigação acessória de entrega de Guia de Recolhimento do FGTS, a GFIP. Essa semana, dirigentes do Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro (CRCRJ) estiveram no Congresso Nacional para cobrar a derrubada ao Veto 71/2021.

Para o presidente da FCDL-RJ, Marcelo Mérida, o Veto 71/2021 impacta negativamente a economia, a operação das empresas e a geração e manutenção de postos de empregos: “Por isso é muito importante que os deputados federais do Brasil e do Estado do Rio apoiem e votem pela derrubada do  veto. A manutenção do veto seria muito prejudical, no tocante às obrições acessórias, pressionando ainda mais empresas que foram afetadas por dois anos de fortes desdobramentos da pandemia da Covid-19”.

O presidente do CRCRJ, Samir Nehme, destaca que este é um momento delicado, porque está para “ser votada a derrubada Veto 71/2021, que trata do cancelamento das multas da GFIP”. E continua: “Nesse momento o CR tem representação dentro do Congresso Nacional para derrubada desse veto, por isso vendo pedir apoio de todos para que a reparação desse prejuízo à classe contábil aconteça o quanto antes”.

O vice-presidente da CRCRJ e diretor de Interior, Rafael Machado, em Brasília, defendeu: “Estamos aqui em Brasília, no Congresso Nacional, para uma pauta muito importante, que é a derrubada do Veto 71/2021, que impede a anistia das multas da GFIP”.