Diálogo e construção

Artigo

Eu quero iniciar bem informal, como tem sido o meu dia a dia de bate papo com lojistas, trabalhadores, com amigos clientes em meu comércio, ou pelas cidades por onde tenho ido. E dizer de forma direta: o Brasil é maior que os problemas que criam para ele.

Às vezes, cansa claro. Sou lojista, e luto, como todos os comerciantes brasileiros, para abrir manter meu empreendimento aberto todos os dias, gerando empregos, mesmo com tantos impostos, tantas dificuldades, entraves e uma economia em processo de restrição.

Mas a gente precisa acreditar, e colocar a fé em movimento: participar, opinar, conversar, sobre o que é preciso fazer para mudar o que está aí.

É por isso que a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) elaborou o Programa de Políticas Públicas 4.0 (PP 4.0), junto com o Sebrae nacional, para qualificar dirigentes lojistas e empreendedores no relacionamento institucional e governamental.

O PP 4.0 tem essa missão de ajudar no processo de integração, treinando empreendedores para lidar com as esferas de gestão pública, para que possam se envolver e colaborar com as tomadas de decisão.

Por isso, como presidente da Federação das CDLs do Estado do Rio, fiquei honrado de ter podido ajudar e participar de uma conquista que é bem exemplo do que o PP 4.0 pode fazer, nesse raciocínio de aproximação produtiva entre atores privados e públicos.

Na cidade de Campos, na semana passada, o governador Wilson Witzel participou de almoço na Câmara de Dirigentes Lojistas local, com representantes de instituições e autoridades públicas de diferentes esferas, e anunciou a transferência da sede administrativa do estado, com seu estafe, para a cidade, por uma semana em janeiro.

Na pauta, encontros para definir estratégias de desenvolvimento regional, em que o governo do estado irá se permitir ouvir proposições e, de forma conjuntar, traçar um plano de fortalecimento do interior do estado.

Ouvir, ponderar, dialogar, são ferramentas para construir um Brasil, um Estado do Rio, cidades, bem mais eficientes, modernas, com crescimento econômico, inclusão produtiva e justiça social.

Marcelo Mérida

Presidente da Federação das CDLS do Estado do Rio